Exposição Mata Atlântica Ciência e Arte

Mata Atlântica Ciencia e Arte banner

Inaugurada no fim do ano passado, a exposição “Mata Atlântica – Ciência e Arte” vale uma visita ao Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. São cerca de 200 obras de nomes importantes da história da ilustração científica e natural, como Debret, mas também de artistas contemporâneos que se dedicam a esta profissão, como Malena Barretto e Paulo Ormindo, um dos curadores.

As obras – fantásticas! – foram reunidas de instituições como a Fundação Biblioteca Nacional, Fundação Oswaldo Cruz, Museu Nacional /UFRJ e Museus Castro Maya. A coleção de 33 “mutucas”, com as espécies estudadas pelo médico e cientista Adolpho Lutz (1855/1940), é um espetáculo à parte. A exposição apresenta também várias mulheres ilustradoras botânicas, como a inglesa Margaret Mee (1909-1988), que tem uma pequena sala dedicada ao seu trabalho.

Como ressalta a notícia publicada no site do museu, “os ilustradores científicos naturalistas tiveram papel importantíssimo nas grandes viagens de descobertas, com o registro científico da fauna e da flora desconhecidas dos europeus e dos próprios brasileiros.” É uma tradição que não foi afetada com o surgimento e a evolução da fotografia, pois a ilustração destaca pormenores que a fotografia não alcança; é uma disciplina de interesse de várias ciências, da zoologia à medicina. O site também lembra que a Mata Atlântica é considerada “patrimônio nacional” pela constituição brasileira de 1988 – o que, aparentemente, não influencia na capacidade do brasileiro de colocá-la em risco permanente: o bioma hoje está reduzido a 27% de sua cobertura original.

Vem dessas informações tão interessantes a única observação que me ocorre fazer, pois é impossível não imaginar o quanto essa mostra poderia ser enriquecida com um conteúdo digital. Mantendo-se a mesma expografia, o mesmo acervo, os mesmos bons textos, mas explorando-se (em telas touch screen, em apps ou outros recursos), toda uma nova camada de informações para além da estética e da história da ilustração botânica. Quem sabe, navegar em um mapa interativo em que o público pudesse identificar as regiões de origem das plantas retratadas; ou aprender sobre os hábitos da fauna aquarelada; ou ainda ver videos sobre o bioma Mata Atlântica e sobre os perigos que ela enfrenta no século XXI.

Claro que incluir esses recursos significa mais tempo, mais pesquisa e mais investimento. Mas eles permitem ampliar significativamente o conteúdo imaginado, criar relações temáticas instigantes e alcançar um público infinitamente maior, esteja ele na Rua Jardim Botânico, na beira-mar de Recife ou no cerrado do Planalto Central.

A tecnologia digital, mesmo que usada simplesmente como recurso de apoio, abre possibilidades interessantíssimas para uma exposição. O Brasil vem descobrindo isso aos poucos.

Meu objetivo, ao escrever breves artigos como este que aqui lhes deixo, é o de inspirar curadores, museólogos, historiadores e toda a gente que se dedique aos museus e às exposições. Lembrá-los de que nem sempre são precisos recursos feéricos e soluções “de ponta”. Às vezes, pequenas intervenções criativas, bem acabadas e inteligentes contribuem de forma muito mais poderosa para uma relação duradoura e apaixonada entre o museu e seu público.

Museu do Meio Ambiente – Jardim Botânico
22 de dezembro a 24 de abril 2016
Rua Jardim Botânico, 1008
Tel.: (21) 2294-6619
2a-feira – 12h às 17h; 3a. a domingo – 10h às 18h.
Entrada franca

Veja as fotos:

Uma observação: Se vocês forem ver a mostra “Mata Atlântica Ciência e Arte”, aproveitem para ver também a microexposição “Natureza Impressa em Livro”, no térreo. Tem uma proposta curiosa e interessante. E, se conseguirem descobrir para que servem as luzinhas piscantes, rogo postar aqui nos comentários. A recepcionista me disse que “é só para chamar a atenção”, mas esta resposta não faz muito sentido.

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s